Número de desalojados no Mali ultrapassa 200 mil

5 novembro 2012

Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que quantidade de desalojados no Mali aumentou de 118 mil para mais de 203 mil devido à violência no norte do país.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*   

A situação da insegurança no norte do Mali está a levar a um aumento no número de refugiados no país. A informação foi dada pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, na semana passada.

De acordo com o porta-voz da agência, Adrian Edwards, em Genebra, muitas pessoas fugiram para os países vizinhos devido à precária situação humanitária na região.

Lei Sharia

Segundo o Acnur, desde o início do ano, o Mali está a enfrentar uma série de problemas de segurança, como tambem políticos e humanitários. Com isso, o número de deslocados internos passou de 118 mil para mais de 203 mil.

Desde que os confrontos entre as forças do governo e rebeldes Tuareg iniciaram, em Janeiro, radicais islâmicos tomaram o controlo do norte do país, onde implementaram a Lei Sharia com fortes restrições às mulheres.

Instabilidade

A instabilidade e a insegurança no Mali geraram a proliferação de grupos armados por toda a região, depois de um golpe militar em Abril. O país está a ser governado interinamente pelo presidente Dioncounda Traoré.

O porta-voz do Acnur, Adrian Edwards, alertou ainda para a falta de recursos para ajudar os deslocados. Segundo referiu, oAcnur recebeu menos da metade do apelo de US$ 153,7 para ajudar a população.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud