Unrwa condena morte de 13 palestinos na Síria
BR

2 novembro 2012

Agência da ONU pede aos envolvidos no conflito para que evitem áreas civis e indica que não há clareza quanto aos responsáveis pelas mortes ocorridas durante o feriado de Eid al-Adha.

Daniela Kresch, da Rádio ONU, em Tel Aviv.

 Em comunicado, a Agência das Nações Unidas de Assistência a Refugiados Palestinos, Unrwa, condenou a morte recente de 13 refugiados palestinos na Síria.

 Todos foram vítimas de confrontos armados entre forças do governo e da oposição nos arredores de Damasco.

 Bombardeios

 De acordo com a Unrwa, no dia 28 de outubro, oito palestinos, incluindo seis crianças, morreram quando o campo de refugiados de Husseiniyah foi atingido por bombardeiros.

 No dia seguinte, outros quatro palestinos da mesma família morreram quando a van na qual estavam foi atingida por explosivos no bairro de Hajr al-Aswad. Fora eles, mais um refugiado foi encontrado morto no vilarejo de Yalda.

 Sem trégua

 Na nota, a Unrwa diz que não há clareza quanto aos responsáveis pelas mortes, que aconteceram durante o feriado de Eid al-Adha, o Dia do Sacrifíco, quando os dois lados haviam concordado em realizar um cessar-fogo.

 A agência notificou as autoridades sírias e reiterou sua preocupação quando ao “impacto destrutivo do conflito da síria sobre refugiados e outros civis”.

 A Unrwa pediu novamente aos dois lados que evitem atingir áreas civis.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud