Ocha: Situação humanitária na Síria piora com a chegada do frio
BR

2 novembro 2012

Segundo escritório da ONU para assistência, aumenta o total de civis que precisam de ajuda e pelo menos 2,5 milhões estão afetados; previsão sugere que região terá temperaturas abaixo de zero.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 O Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, afirmou nesta sexta-feira que a situação na Síria continua a piorar com a chegada do frio. O número de civis que precisam de ajuda subiu para pelo menos 2,5 milhões.

Segundo o Ocha,  o “pacote de inverno” tem como alvo 1,2 milhão de pessoas e para a ajuda especial, são necessários US$ 40 milhões em doações, ou R$ 80 milhões. As temperaturas devem cair, consideravelmente, em várias partes da Síria e países vizinhos.

Líbano

Só o Líbano já recebeu mais de 100 mil civis sírios. Do Vale do Bekaa, no norte do país, o agricultor Salah Saad contou à Rádio ONU que o inverno deve agravar as condições dos refugiados.

 “No inverno, chega a 5ºC abaixo de zero, às vezes 7. Das semanas que vêm até o fim do mês, vai esfriar mesmo. Deus que ajude aos refugiados sírios, porque eles não têm aonde ficar. E como é que fica na época de frio? A situação vai ser muito difícil. Cada pessoa, depende da situação, às vezes ajuda, mas não resolve o problema. Eles dão comida, cobertores, mas não dá, porque tem bastante sírios aqui.”

O Ocha afirma que muitas famílias vão lutar para sobreviver sem roupas adequadas, abrigo e aquecimento. Para o escritório, a assistência aos mais vulneráveis ainda é crítica.

Hospitais

Já o Fundo da ONU para a Infância, Unicef, alerta para a falta de equipamento médico na Síria, como incubadoras, o que tem levado ao aumento das mortes de bebês.

Em um hospital na província de Al-Raqqa, apenas 14 incubadoras estavam funcionando e havia uma lista de espera de 60 recém-nascidos. Também faltam produtos de higiene, como fraldas, e em substituição, muitas mães estão usando sacolas plásticas.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud