OMS preocupada com dezenas de mortes devido à febre-amarela em Darfur

1 novembro 2012

Surto já fez 32 mortos desde a primeira semana de Outubro; agência indica que preparativos para uma campanha de vacinação já estão em curso.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um surto de febre-amarela que eclodiu em sete localidades do Centro e do Sul de Darfur já fez 32 mortos desde a primeira semana de Outubro.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, indicou esta terça-feira que foram notificados pelo menos 84 casos suspeitos na região sudanesa.

Prioridade

A agência indica que a prioridade imediata é o controlo do vetor da doença, o reforço do sistema de vigilância da doença e a maio consciencialização pública sobre a prevenção e controle da doença.

Os preparativos para uma campanha de vacinação em massa estão em andamento com vista a vacinar a população de risco em Darfur.

Desidratação

A febre-amarela é transmitida pelo mosquito e não tem tratamento específico além de cuidados de apoio para tratar a desidratação, a febre e a transfusão de sangue quando a medida se mostra necessária.

A doença é prevenível e os sintomas variam de caso para caso. As medidas de proteção como o uso de redes mosquiteiras, de repelentes e roupas cumpridas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud