Relatores escrevem a Assad pedindo acesso à Síria e reunião pessoalmente
BR

25 outubro 2012

Presidente da Comissão da ONU Inquérito sobre a violência no país, Paulo Sérgio Pinheiro, disse esperar que solicitação seja aceita e sem imposição de condições.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os relatores da Comissão das Nações Unidas que investiga a violência política na Síria querem realizar uma reunião com o presidente do país, Bashar al-Assad.

O grupo apresentou, em setembro, um relatório ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, indicando que as violações cometidas na Síria poderiam ser classificadas de crimes contra a Humanidade.

Asilo

O presidente da Comissão, o professor brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, contou ter enviado uma carta ao líder sírio Bashar al-Assad pedindo uma reunião com o chefe de Estado e acesso ilimitado ao país árabe.

Segundo a ONU, a violência política já matou pelo menos 25 mil pessoas desde março de 2011.

Até o momento, a Comissão de Inquérito tem se baseado em depoimentos de refugiados sírios que encontram asilo nos países vizinhos.

Em entrevista, nesta quinta-feira, Paulo Sérgio Pinheiro disse que não sabe se seu pedido será aceito por Assad, mas disse esperar que a Comissão chegue à Síria sem imposição de condições.

Ele lembrou que o grupo é o único mecanismo autorizado a apurar as violações de direitos humanos e humanitários. Pinheiro afirmou que a Comissão não é um tribunal.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud