Conselho de Segurança diz que trégua na Síria pode ser início de avanços
BR

24 outubro 2012

Em declaração, o presidente rotativo do órgão, Gert Rosenthal, confirmou o apoio do Conselho à proposta do cessar-fogo por um dia, marcado para esta sexta-feira, feriado no mundo árabe.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança da ONU endossou, em comunicado, o apelo do enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe à Síria por uma trégua na Síria.

Lakhdar Brahimi apelou ao Governo Sírio e a grupos opositores do presidente Bashar al-Assad que façam um cessar-fogo, nesta sexta-feira, quando é marcado o Eid al-Adha, um dos feriados mais sagrados do calendário islâmico.

Influência

O presidente rotativo do Conselho de Segurança, Gert Rosenthal, leu a nota a jornalistas após uma videoconferência do órgão com o enviado especial à Síria. Segundo o órgão, a trégua pode ser o primeiro passo para se alcançar um cessar-fogo mais duradouro.

Rosenthal pediu aos países que têm influência no caso que ajudem a convencer a Síria a suspender os combates.  Ele apelou a autoridades da Síria que cooperem com a ONU para que a ajuda humanitária possa chegar a quem precisa.

Ao ser perguntado sobre quem iria monitorar a trégua, o presidente do Conselho disse que a medida é voluntária e que foi proposta pelo enviado especial da ONU. Logo depois, o embaixador da Rússia, Vitaly Churkin, falou a jornalistas que a trégua deve ser observada pela comunidade internacional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud