Banco Mundial ajuda centros de pesquisa agrícola da África Austral

24 outubro 2012

Moçambique, Malawi e Zâmbia vão desenvolver pesquisas em diferentes culturas e trocar experiências dos resultados da investigação entre os países.

Manuel Matola, da Rádio ONU em Maputo.

O Banco Mundial vai apoiar a instalação de centros de excelência para pesquisa agrícola em Moçambique, Malawi e Zâmbia.

Os centros de pesquisa dos três países vão ligar-se a outras instituições similares espalhadas pelo mundo, para partilha de informações tecnológicas no ramo da agricultura. A iniciativa visa o aumento da produtividade agrícola na África Austral.

Projeto 

O técnico da agricultura e desenvolvimento rural do Banco Mundial em Moçambique, Aniceto Bila, destacou a importância do projeto para o continente africano.

“O objetivo é que cada país tenha uma cultura diferente e se troque experiências de resultados da pesquisa entre os três países, mas as culturas têm que ser diferentes. Cada país vai ter um centro de excelência. Para o caso de Moçambique, o país vai criar um centro de excelência para a cultura do arroz. O centro estará instalado na província da Zambézia.”.

Segundo Aniceto Bila, o centro de pesquisa regional, que será instalado em Moçambique, vai focar-se na investigação do arroz e de outros cereais.

Produtividade 

“O país continua a produzir uma tonelada por hectare, para uma média regional de quatro hectares. A produtividade é baixa, o desafio é aumentar essa produtividade”.

Desde a adesão ao Banco Mundial, em 1984, Moçambique recebeu da instituição financeira mais de US$ 4 mil milhões em investimentos.

De 1991 até agora, o setor da agricultura beneficiou de apoio direto na ordem de US$ 230 milhões, segundo estimativas do Banco Mundial.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud