OMS pede reforço em campanhas de erradicação da poliomielite
BR

24 outubro 2012

Agência marca, neste 24 de outubro, O Dia Mundial de Combate à Pólio; doença é endêmica em apenas três países: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas marcam neste 24 de outubro o Dia Mundial de Combate à Poliomielite. No ano passado, 650 casos da doença foram notificados à Organização Mundial da Saúde, OMS.

Em todo o mundo, a pólio ainda é endêmica em três países: Afeganistão, Nigéria e Paquistão. A doença afeta crianças com menos de cinco anos, e 1 em cada 200 casos da infecção leva à paralisia irreversível.

Crianças Africanas

Este ano, a OMS está pedindo mais reforço nas campanhas de erradicação da pólio. Desde janeiro, 398 milhões de crianças foram vacinadas, e somente nesta semana, cerca de 20 milhões de crianças africanas estão recebendo a dose.

A falta da vacina leva à paralisia de 200 mil pessoas todos os anos. E até mesmo em países que estavam livres da infecção, como China e Tadjiquistão, houve casos de pólio em adultos incluindo com óbitos.

De acordo com a OMS, a Índia, considerada, no passado, um dos países com mais desafios para a erradicação da doença, conseguiu eliminar a pólio após implementar o Plano de Ação de Emergência, em maio de 2010.

Economia

Analistas dizem que a erradicação total da doença no mundo deverá gerar uma economia de até US$ 50 bilhões, equivalente a R$ 100 bilhões, nos países de renda baixa.

A poliomielite é altamente contagiosa. Ela é causada por um vírus que invade o sistema nervoso e pode levar a paralisia total em questão de horas.

Os sintomas iniciais são cansaço, dores de cabeça, vômito e rigidez na nuca além de dores nas juntas. A doença pode ser evitada com a vacina contra a pólio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud