FAO alerta para eventual enxame de gafanhotos na região de Sahel

23 outubro 2012

Agência diz que invasão se está a formar no Chade e também a compor-se no Mali e Níger, na sequência de chuvas de verão

Manuel Matola, da Rádio ONU em Maputo.

A Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, alertou para iminente ameaça de enxames de gafanhotos no deserto do Sahel na África Ocidental, nas próximas semanas.

A agência avisou a Argélia, Líbia, Mauritânia e Marrocos para se prepararem para a eventual chegada de gafanhotos adultos, cujos enxames se estão a formar no Chade e também a compor-se no Mali e Níger, na sequência de chuvas de verão.

Chuvas de Verão

O fenómeno meteorológico proporciona condições favoráveis à criação de grande quantidade de insetos. Nesses países, as chuvas de verão já provocaram um aumento massivo da população de gafanhotos.

A FAO afirma que os quatro países estão a preparar-se para mobilizar equipas locais para detetarem e controlar a chegada dos enxames.

O responsável pela FAO, Keith Cressman, advertiu para possível ameaça que os insetos representam às culturas no Chade, Mali e Níger.

 Vento

De acordo com o organismo da ONU, dezenas de milhões de gafanhotos podem voar até 150 km por dia caso o vento seja favorável.

A FAO assegura que está a monitorar a situação no Níger e no Chade, mas assinala que o conflito no Mali tornou muito difícil controlar a praga.

No início de outubro, a agência arrancou com ações de pulverização no Chade.

Intervenções similares estão agora a começar no Níger, embora as equipas devam ser acompanhadas por escoltas militares para garantir a sua segurança.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud