Após mortes, missão da ONU pede ao Talebã que detenha uso de explosivos
BR

22 outubro 2012

Pelo menos 18 mulheres morreram na sexta-feira após explosão de ônibus em distrito no Afeganistão; bombas improvisadas são as que mais matam civis no país.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 A Missão de Assistência da ONU no Afeganistão, Unama, condenou a morte de pelo menos 18 mulheres no distrito de Daulatabad.

As mortes ocorreram na manhã de sexta, quando um ônibus que levava convidados para um casamento passou sobre um explosivo improvisado, que havia sido colocado em uma estrada movimentada.

Perigo

Outros 15 civis, incluindo crianças, ficaram feridos. Segundo a nota da Unama, emitida no sábado, há suspeitas de que o grupo Talebã tenha sido o responsável por colocar o explosivo no local.

A Unama pediu aos líderes do Talebã que proibam publicamente essas armas e parem de usa-las. Segundo a Missão, os explosivos improvisados mataram 340 civis entre janeiro e o final do mês de setembro, um aumento de 30% na comparação com o ano passado.

A Unama lembrou que os explosivos são especialmente perigosos, já que não distingue alvos militares de civis e podem ser detonados acidentalmente por qualquer pessoa.

A Missão pediu novamente aos “elementos anti-governo” que protejam e respeitem a vida de todos os civis no Afeganistão.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud