Ban alarmado com conflitos em Bani Walid, na Líbia
BR

22 outubro 2012

Secretário-Geral pede às autoridades líbias que comecem imediatamente um processo para o fim dos confrontos; segundo agências, dezenas já morreram na cidade.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 O Secretário-Geral da ONU está “alarmado” com os conflitos na cidade de Bani Walid, na Líbia, em particular com relatos que indicam aumento das mortes de civis e bombardeios.

Segundo agências de notícias, somente no sábado, mais de 26 pessoas morreram durante combates entre forças do governo e antigos rebeldes. No mesmo dia, foi completado um ano da morte do ex-líder Muammar Kadafi.

Soberania

Em nota, emitida por seu porta-voz, Ban Ki-moon pede às autoridades líbias, e aos demais envolvidos nos confrontos, que comecem imediatamente um processo para resolver o impasse em Bani Walid de forma pacífica.

O Secretário-Geral tem a “convicção de que as autoridades líbias devem ser capazes de ampliar a soberania do país e o controle do Estado e de serviços em todo o território da Líbia”.

Direitos Humanos

Ban lembrou que “o Estado e as milícias que atuam em nome do país” têm uma responsabilidade com o povo da Líbia de agir sob a lei internacional dos direitos humanos.

O Secretário-Geral disse que todos os envolvidos no conflito “devem estar cientes de que a comunidade internacional está monitorando de perto a situação”.

A cidade de Bani Walid é considerada um reduto de pessoas leais ao ex-líder Kadafi e foi uma das últimas a cair nas mãos dos rebeldes no ano passado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud