ONU condena explosão que matou pelo menos oito pessoas em Beirute
BR

19 outubro 2012

Capital do Líbano foi atingida por um carro-bomba que também matou o general Wissam al-Hassan, comandante-sênior das Forças Internas de Segurança. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU condenou um ataque a bomba que matou pelo menos oito pessoas, na manhã desta sexta-feira, em Beirute, capital do Líbano.

Em nota, Ban Ki-moon enviou pêsames às famílias das vítimas, ao governo e ao povo libaneses. Ele pediu que o atentado seja inteiramente investigado.

Investigação

Na explosão do carro-bomba, no centro da cidade, foi morto também o general Wissam al-Hassan, comandante-sênior das Forças Internas de Segurança do Líbano.

O ataque deixou ainda dezenas de feridos.

Segundo agências de notícias, al-Hassan liderou uma investigação a um outro atentado a bomba na capital, ocorrido em 2005.

O ataque na época matou o ex-primeiro-ministro do país, Rafik Hariri.

Ban Ki-moon encerrou a nota pedindo a todos os libaneses que não se deixem provocar pelo ato terrorista e que mantenham seu compromisso com a unidade nacional do Líbano.

Ele pediu a todos os lados que se mantenham calmos e que preservem a paz no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud