PAM alarga intervenção no Mali

19 outubro 2012

Além de dar respostas em alimentos e nutrição, a agência está envolvida na construção de casas, de escolas e de estradas num país com quase 5 milhões de pessoas em risco de fome.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O Programa Alimentar Mundial, PAM, está ajudar mais de um milhão de pessoas na resposta de emergência à crise no Mali, apesar da situação política e militar se manter incerta.

O PAM está a intervir em oito regiões do Mali com assistência alimentar, nutricional e outras iniciativas como a Alimentação de Emergência nas Escolas, que começa este mês com o arranque do ano escolar.

Crise em números

Até este momento, 4,6 milhões de pessoas estão em risco de fome e 560 mil crianças abaixo dos cinco anos sob ameaça de má nutrição aguda por causa da falta de alimentos e do aumento do conflito armado no país.

A agravar a situação, quase 3 milhões de pessoas vivem nas zonas afectadas pela seca.

É neste quadro que o PAM está a fornecer alimentos e a responder às necessidades dos deslocados através de duas operações de emergência diferentes lançadas em Fevereiro e em Junho, respectivamente.

Além de distribuir cerca de 250 mil refeições, o PAM está envolvido em acções de reflorestação, construção de habitações, de escolas e estradas, prevenção dos efeitos da erosão nos solos e facilitar o acesso das populações à água.

Reunião

O vice secretário-geral da ONU deslocou-se esta sexta-feira a Bamako, capital do Mali onde participou num encontro com representantes União Africana e da Sadec e com o enviado especial da ONU para o Sahel, Romano Prodi.

O vice secretário-geral disse que a ONU está pronta para ajudar de imediato nas negociações no país, além da preparação em curso para o envio de especialistas militares e conselheiros para a reforma do sector da segurança.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud