OMS e Portugal tentam controlar surto de dengue na Madeira
BR

19 outubro 2012

Cerca de 20 casos foram confirmados, mas autoridades de saúde estimam que mais de 190 pessoas podem ter sido afetadas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde e o Governo de Portugal estão tentando controlar um surto de dengue que afeta a Ilha da Madeira.

Até a semana passada, havia cerca de 20 casos confirmados da doença. Mas as autoridades do arquipélago temem que mais de 190 pessoas já tenham sido afetadas.

Dores

A dengue é transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypt, infectado por um dos quatro vírus da doença. Os sintomas, que podem surgir entre três dias e até duas semanas, são febre, fortes dores no corpo, enjoos e dores nos olhos e nos músculos.

As autoridades de saúde portuguesas implementaram medidas de controle para reduzir o risco de transmissão, e evitar que a doença se espalhe para fora da ilha.

A OMS e os portugueses estão controlando instalações portuárias e fumegando zonas que podem ser usadas como criadouro para o mosquito.

Viagens

Os moradores da Madeira também foram aconselhados a tomar medidas de prevenção durante o dia para reduzir a possibilidade de picada do mosquito, em caso de viagens a áreas afetadas pela doença.

A OMS pediu ainda que os viajantes diagnosticados com a dengue notifiquem os casos, imediatamente, aos serviços de saúde e controle.

A agência não emitiu nenhuma restrição de viagem ou comércio com o arquipélago da Madeira.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud