OMT estuda melhor gestão para turismo nos parques naturais de África

17 outubro 2012

O ecoturismo é uma das maiores vantagens competitivas do setor no continente; encontro serve para melhorar a gestão dos parques e potenciar os benefícios económicos e sociais para as comunidades.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

A Organização Mundial do Turismo, OMT, está a organizar, até à próxima sexta-feira, a primeira Conferência Pan-Africana sobre Gestão do Turismo Sustentável nos Parques Nacionais e Áreas Protegidas: Desafios e Oportunidades, em Arusha, na Tanzânia.

O encontro conta com a participação do governo e tem o objectivo de tornar o turismo um elemento fulcral da gestão dos parques em África.

Vida Selvagem

O turismo de natureza ou o ecoturismo é uma ampla e crescente indústria global, em parte dependente das características ambientais, da biodiversidade da vida selvagem e das paisagens e que representa uma das maiores vantagens competitivas estratégicas de África enquanto destino.

A OMT considera que, se os parques naturais forem geridos através de estratégias integradas e eficientes, eles poderão contribuir de forma significativa para a economia dos países através da criação de postos de trabalho e da entrada de divisas.

Desafios e Dificuldades

Por outro lado, o turismo também irá gerar recursos adicionais para a conservação da biodiversidade e uso sustentável das terras públicas e privadas.

Apesar do grande potencial de desenvolvimento de um turismo amigo do ambiente, muitos parques nacionais africanos e áreas protegidas debatem-se com vários constrangimentos como a ausência de reconhecimento político, a falta de administração efectiva, de estratégias comerciais ou de meios científicos para a gestão da biodiversidade.

Os trabalhos em Arusha passam por analisar os desafios do presente ao nível das cadeias de procura e de fornecimento de serviços turísticos. Do encontro deverá traçar novas parcerias e novos modelos de negócio para impulsionar a gestão dos parques de modo a levar os benefícios sociais e económicos às comunidades locais.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud