OIM resgata 51 crianças ugandesas vítimas de tráfico humano

OIM resgata 51 crianças ugandesas vítimas de tráfico humano

Os menores eram obrigados a mendigar nas ruas da capital, mas já foram entregues às famílias; todos os anos centenas de crianças do Uganda são traficadas e sujeitas à violência.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, resgatou 51 crianças ugandesas que tinha sido vítimas de tráfico humano.

As crianças, que já retornaram às famílias, fazem parte de centenas de menores traficados, todos os anos, das zonas rurais para as cidades, sobretudo para a capital, Campala.

Risco

De acordo com a OIM, todos foram obrigados a mendigar nas ruas, mas também houve crianças forçadas a servir como criados domésticos, a recolher metal nas ruas ou envolvidas em roubos.

Os menores estiveram em risco e muitos sofrem espancamentos, violação e outros tipos de violência. Poucos têm possibilidades de ir à escola.

As crianças regressaram aos familiares na região de Karamoja, no norte de Uganda, uma das áreas mais pobres do país africano, onde a população é muito dependente de ajuda alimentar.

Apoio

A OIM e organizações não-governamentais parceiras forneceram alimentos, abrigo, medicamentos, educação, aconselhamento e representação legal às vítimas, logo depois de terem sido resgatadas.

O regresso do grupo acontece um ano depois de a OIM ter lançado o programa Resposta Coordenada ao Tráfico Humano no Uganda.