ONU: Itália tem que priorizar direitos humanos ao combater migração ilegal
BR

8 outubro 2012

Em comunicado, relator especial diz que nação europeia deve fazer acordos bilaterais com Líbia e outros da região.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O relator especial sobre os Direitos Humanos dos Migrantes pediu à Itália que priorize os direitos humanos ao combater à migração irregular no país.

François Crépeau encerrou uma viagem oficial de nove dias à Itália para tratar do tema.

Violência

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, a Itáilia acolhe milhares de migrantes, a maioria dos países africanos. Numa onde recente, muitos fugiram por causa da violência política no norte da África e no Oriente Médio.

Em comunicado, nesta segunda-feira, o relator disse que a Itália deveria firmar acordos bilaterais com a Líbia, e outras nações da região, para que organizações internacionais do setor tenham maior acesso aos migrantes.

Crépeau esteve em várias cidades italianas incluindo Roma, Florença e Palermo, onde ele visitou os Centros de Identificação e Expulsão, que abrigam os migrantes.

A viagem do relator da ONU à Itália fez parte da quarta etapa do seu estudo sobre  gestão das fronteiras externas da União Europeia, que deve culminar com uma visita à Grécia em novembro. As constatações devem ser apresentadas num relatório ao Conselho de Direitos Humanos, em junho de 2013.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud