Ganhadora do Nobel da Paz, pede “misericórdia” para Síria BR

Ganhadora do Nobel da Paz, pede “misericórdia” para Síria

Jornalista do Iêmen, Tawakul Karman, discursou no Fórum Mundial para Democracia, que ocorre em Estrasburgo, na França, e pediu abertura de corredor humanitário no país árabe. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O mundo precisa demonstrar misericórdia para a questão da Síria. Esta é a opinião da ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, Tawakul Karman.

A jornalista foi uma das figuras da primavera árabe em seu país de origem, o Iêmen. Durante um discurso no Fórum Mundial para a Democracia, na França, ela contou que está “desesperada” com o sofrimento dos sírios na violência que já dura mais de um ano e meio.

Direitos Humanos

Karman afirmou que ao pedir a todos os órgãos internacionais para criar zonas-tampão e corredores humanitários para proteger os sírios, ela disse não estar desrespeitando os direitos humanos fundamentais. Para a jornalista, a abertura de corredores humanitários é vital para salvar os sírios.

A ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, em 2011, disse que tudo o que está pedindo é misericórdia. Tawakul Karman lembrou que a democracia e o desenvolvimento caminham juntos. Segundo ela, as esperanças da ECO 92 ainda não se materializaram, e a globalização deveria funcionar para o bem do mundo.