Calcutá passa a integrar lista de cidades adaptadas à terceira idade BR

Calcutá passa a integrar lista de cidades adaptadas à terceira idade

Anúncio foi feito neste 1º de outubro para coincidir com Dia Internacional das Pessoas Idosas; rede global já conta com 105 capitais e comunidades.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A cidade de Calcutá, na Índia, tornou-se o membro número 105 da Rede Global de Cidades e Comunidades Amigas da Terceira Idade.

Calcutá, com mais de 15 milhões de pessoas, é a primeira capital, no sudeste da Ásia, a se juntar ao grupo da Organização Mundial da Saúde, OMS, na região.

La Plata e Nova York

O anúncio, nesta segunda-feira, coincide com o Dia Internacional das Pessoas Idosas. A rede de cidades inclui Nova York, La Plata, na Argentina, Camberra, capital da Austrália, e Genebra.

O diretor do Departamento de Envelhecimento da OMS, John Beard, disse que o mundo está amadurecendo rápido, e por isso as comunidades precisam de infraestruturas que atendam às pessoas na terceira idade.

Até 2050, haverá 2 bilhões de habitantes no planeta com mais de 60 anos. E 400 milhões já terão passado dos 80 anos.

Troca de Experiências

A maior preocupação dos especialistas é com as condições de vida nas cidades, uma vez, que ate lá, 70% da população mundial estarão vivendo em grandes centros urbanos.

A Rede Global de Cidades e Comunidades Amigas da Terceira Idade foi estabelecida pela OMS em 2010 para promover troca de experiências entre as cidades de todo o mundo.

Para se juntar à rede, a capital-candidata tem que se comprometer, formalmente, com a criação de estruturas urbanas que beneficiem os idosos.