Entrevista: Oldemiro Balói

29 setembro 2012

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Moçambique defende que as partes envolvidas em conflitos liderem os processos para a sua resolução.

Nesta entrevista à Rádio ONU, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, Balói referiu-se à crise pós-golpe de Estado na Guiné-Bissau e ao conflito na República Democrática do Congo.

Moçambique está integrado na busca de soluções para os dois conflitos, no âmbito da presidência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, e da Comunidade dos Países da África Austral, Sadc.

Em Outubro, o país celebra 20 anos da Assinatura do Acordo Geral de Paz de Roma, que puseram termo a 16 anos de guerra entre o governo e os antigos rebeldes.

Relativamente à situação guineense, o chefe da diplomacia moçambicana avança que “não vale a pena que o mundo fale se os atores não falam entre si.” O papel internacional é de “ajuda nos passos para dar impulso ao processo.”

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 5'29".

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud