Autoridade Palestiniana promete persistir no direito de reconhecimento como Estado

27 setembro 2012

Mahmoud Abbas diz que vai continuar a construir as instituições, a luta para alcançar a reconciliação nacional e restaurar a unidade nacional; pronunciamento na Assembleia Geral foi feito antes do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu.

 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O presidente da Autoridade Nacional Palestiniana prometeu prosseguir com firmeza demonstrada ao longo da história na busca do direito de reconhecimento como Estado pelas Nações Unidas.

Mahmoud Abbas discursava, esta quinta-feira, na Assembleia Geral, onde lançou um apelo aos Estados-Membros no sentido de apoiarem, sem demora, o estabelecimento de um “Estado Palestiniano livre e independente.”

Instituições

Para Abbas, “não há casa nem terra além da Palestina” para o seu povo. Ele referiu que  vai continuar a construir as instituições do Estado e a luta para alcançar a reconciliação e restaurar a unidade nacional.

O  pronunciamento lembra que há um ano, os palestinos pediram à ONU a sua admissão como Estado.

Posição

O líder ressaltou que, quando as nações tiveram a oportunidade de manifestar a sua posição, sem qualquer restrição ou veto, aceitaram os Territórios Palestinianos como Estado-membro da Organização da ONU para Ciência e Cultura, Unesco.

Segundo acrescentou que desde então,  têm desempenhado seu papel com “responsabilidade, profissionalismo e cooperação com todos os Estados-Membros.”

Abbas falou antes do discurso do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud