Presidente da Libéria revela ganhos de “10 anos de paz sustentada”

26 setembro 2012

Ellen Johnson Sirleaf diz que liberianos jão não são alvos da piedade de parceiros internacionais e do temor de nações vizinhas; estadista confirmada na coliderança do Painel sobre Desenvolvimento pós-2015.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A presidente da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf, destacou avanços económicos obtidos pelo seu país, como resultado de 10 anos de “paz sustentada.”

A primeira mulher eleita chefe de Estado em África dirigia-se a líderes mundiais no debate da  67ª Sessão da Assembleia Geral. O evento marca também a consagração de Johnson-Sirleaf  na coliderança do Painel que vai definir a agenda de desenvolvimento pós-2015.

Fuga

 De acordo com a chefe de Estado liberiana, o seu país não é mais de cidadãos em fuga, alvos da piedade de parceiros internacionais e do temor de nações vizinhas. Segundo referiu, em seis anos, os esforços de estabilização resultaram num crescimento médio anual de mais de 6%.

Durante o período as receita mais do que quintuplicaram, e foram mobilizados mais de US$ 16 mil milhões do investimento direto estrangeiro.

Jovens

Sirleaf  também deu a conhecer a aposta do país no desenvolvimento da juventude, da infraestrutura e da reconciliação como parte da estratégia para os próximos 18 anos.

A saída gradual das forças de paz da ONU estacionadas na Libéria é para a presidente Johnson-Sirleaf um desafio a serem enfrentados nos próximos três anos.

No princípio de Setembro, o Conselho de Segurança prorrogou o mandato da Missão da ONU no país, denominada Unmil,  por mais um ano. O órgão reduziu a presença militar em três fases, entre Outubro deste ano e Setembro de 2013, durante as quais devem ser retiradas 1,9 mil pessoas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud