Cabo Verde abre discursos da África lusófona na ONU

25 setembro 2012

Presidente Carlos Jorge da Fonseca fará primeira intervenção nos debates da Assembleia Geral desde que foi eleito;  pronunciamentos do Brasil e de Timor-Leste serão feitos nesta terça-feira.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O presidente de Cabo Verde, Carlos Jorge da Fonseca, estreia nesta quinta-feira o grupo de intervenientes da África lusófona nos debates da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

O pronunciamento do líder cabo-verdiano na 67ª. Sessão do evento, a arrancar   esta terça-feira, marca também a sua primeira intervenção desde que assumiu o posto.

Pronunciamentos

Na sexta-feira, estão previstos pronunciamentos da Guiné-Bissau e de São Tomé e Príncipe.  No sábado, discursam Moçambique, Portugal e Angola.

A abertura do evento anual  será marcada com o discurso de Dilma Rousseff que no ano passado fez história ao se tornar a primeira mulher a abrir o encontro, desde a criação das Nações Unidas em 1945.

Timor-Leste, representado pelo primeiro-ministro Xanana Gusmão, será o segundo país lusófono a intervir.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud