Timor-Leste inspira programa de sustentabilidade em missões da ONU

24 setembro 2012

Unmit poupou US$ 95 milhões com implementação de “mudanças simples” de ajuste da temperatura ambiente; milhares de capacetes azuis devem fazer o curso na Internet.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Um estudo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, cita a Missão Integrada em Timor-Leste, Unmit, como exemplo de implementação de mudanças simples de ajuste da temperatura ambiente do ar.

O resultado foi uma queda de 15% no consumo de energia e a economia de US$ 95 milhões.

Formação

Na sexta-feira, a agência inaugurou um programa de formação para apoiar 16 missões de paz, para coincidir com as comemorações do Dia Internacional da Paz, que este ano é subordinado ao tema sustentabilidade.

O programa espera que a iniciativa estabeleça a ONU como um modelo de práticas sustentáveis.

Internet

Milhares de capacetes azuis devem fazer o curso na Internet. Para o Pnuma, o programa segue o resultado de um relatório lançado no início deste ano.

Segundo o diretor do Pnuma, Achim Steiner, as mudanças podem “reduzir conflitos, contribuir para melhorar a eficiência dos recursos” e combater o efeito de estufa.

O estudo analisou como as operações de paz, em vários países, afetam e são afetadas por recursos naturais e o meio ambiente. O documento indica ainda que seria possível melhorar as medidas sustentáveis em todas as missões de paz das Nações Unidas.

*Apresentação: Eleutério Guevane

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud