Cheias afetam mais de 4,5 milhões de paquistaneses, aponta o Ocha

20 setembro 2012

Agências da ONU enviam apoios às províncias de Sindht e do Baloquistão, as mais afetadas pelas chuvas ocorridas há duas semanas.

Eleutério Guevane da Rádio ONU em Nova Iorque.

As autoridades do Paquistão anunciaram que 4,5 milhões de pessoas foram afetadas palas cheias ocorridas há duas semanas no país.

O Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, citou dados do governo apontando para 370 mortos e 1,2 mil feridos devido às inundações.

Prioridades

Falando a jornalistas, em Nova Iorque, o porta-voz do Secretário-Geral da ONU, referiu-se ao trabalho efetuado por várias agências para apoiar os milhares de pessoas afetadas.

De acordo com Martin Nesirki, as necessidades prioritárias incluem comida, abrigos de emergência e serviços de saúde. Segundo acrescentou, o Programa Mundial da Alimentação,  PMA, deve distribuir alimentos para 10 mil pessoas da província de Sindht outras 10 mil do Baloquistão.

As Nações Unidas indicam que mais de 300 mil pessoas já receberam medicamentos essenciais concedidos pela Organização Mundial da Saúde.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud