No Líbano, refugiados sírios se preparam para voltar às aulas
BR

20 setembro 2012

Acnur e Unicef fornecem uniformes, livros e mochilas; várias escolas organizam campanhas para incentivar a matrícula de milhares de estudantes.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 Dezenas de escolas no Líbano estão com as matrículas abertas para milhares de sírios no país. Segundo o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, o ano letivo no Líbano começa na segunda-feira.

O Acnur e o Unicef vão cobrir os custos com a matrícula e fornecer aos refugiados uniformes, material escolar, livros e mochilas. O prazo de inscrição nas escolas deverá ser estendido.

Campanhas

O Ministério da Educação do Líbano soltou um anúncio recentemente, autorizando o registro dos estudantes sírios nas escolas públicas. Com isso, as agências da ONU esperam um salto nas matrículas.

De acordo com o Acnur, as escolas fizeram campanhas para as comunidades sírias e organizam encontros com as famílias deslocadas e os diretores das instituições de ensino.

Só nas primeiras duas semanas de setembro, mais de mil crianças tinham feito a matrícula. Segundo o Acnur, cada vez mais famílias procuram a agência no Líbano para saber sobre o processo.

Doação

O país já recebeu mais de 70 mil refugiados da Síria, sendo que 75% são mulheres e crianças. Em junho, o Acnur fez um apelo de quase US$ 200 milhões ou R$ 400 milhões, para dar assistência às famílias sírias afetadas pelo conflito armado.

Solidários ao trabalho da agência, um grupo de tradutores da sede da ONU, em Nova York, resolveu arrecadar fundos para a causa. Em apenas três dias, os funcionários do Serviço de Tradução Árabe conseguiram US$ 12,7 mil, que foram doados ao Acnur.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud