Testes nucleares e Síria devem dominar debates da Assembleia Geral BR

Testes nucleares e Síria devem dominar debates da Assembleia Geral

Secretário-Geral anuncia presença de mais de 100 chefes de Estado e de governo; para Ban Ki-moon, sessão será uma das mais movimentadas da história da ONU.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU afirmou que o conflito na Síria deverá dominar a agenda dos debates de alto nível da Assembleia Geral, que começam na terça-feira. Para Ban Ki-moon, será uma das sessões “mais movimentadas” da história da ONU.

Falando a jornalistas na quarta-feira, em Nova York, Ban disse que a previsão para o evento, que ocorre entre 25 de setembro e 1 de outubro, reflete um tempo marcado pela “turbulência e pela transição” no mundo.

 Participação

Além da piora da situação na Síria, as discussões devem abordar ainda as transições políticas em Mianmar e no Iêmen.

A ONU prevê a participação de mais de 120 líderes mundiais, incluindo 105 chefes de Estado e de governo.

De acordo com o Secretário-Geral, estão programados ainda encontros paralelos para discutir o Estado de Direito, a erradicação da poliomielite, o desarmamento, a energia sustentável e a nutrição.

Testes Nucleares

 Ban Ki-moon ressaltou que na agenda da Assembleia Geral, está previsto um debate sobre a ameaça do terrorismo nuclear, além de pressões para a entrada em vigor do Tratado Abrangente de Proibição de Testes Nucleares.

A 67ª  sessão será marcada pelo lançamento da iniciativa “Educação em Primeiro Lugar”, um projeto para impulsionar as metas na área até 2015.

*Apresentação: Leda Letra.