Acnur precisa de mais US$ 40 milhões para refugiados da RD Congo

18 setembro 2012

Combates entre o exército e o M23 já fizeram meio milhão de deslocados no leste do país e nos vizinhos Uganda e Ruanda; OMS regista 19 mortos devido ao surto de ébola.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um apelo de US$ 40 milhões foi lançado, esta terça-feira, para prestar auxílio a quase meio milhão de deslocados no leste da República Democrática do Congo, RD Congo, e nos vizinhos Uganda e Ruanda.

Em conferência de imprensa, em Genebra, o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, referiu que 390 mil pessoas foram deslocadas devido à insegurança.

Desertores

Desde Abril, o leste do país é marcado por combates entre o exército e o movimento de desertores, denominado M23. Estima-se que 25 mil congoleses tenham fugido para a Ruanda e o dobro para o Uganda.

Durante os próximos meses, a agência prevê um aumento para cerca de 760 mil deslocados.

Ébola

Num outro desenvolvimento, a Organização Mundial da Saúde, OMS, confirmou a notificação de 46 casos da febre hemorrágica de ébola no país dos Grandes Lagos.

A organização indica ter havido 19 mortos na província de Oriental, tendo dado conta da investigação de 26 casos suspeitos.

Junto aos parceiros, o Ministério da Saúde tenta identificar as possíveis cadeias de transmissão da doença e garantir que medidas sejam tomadas para interromper a contaminação e conter o surto.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud