ONU ressalta educação e informação no Dia Internacional da Democracia
BR

14 setembro 2012

Data é marcada neste sábado; diretor para América Latina e Caribe diz que é preciso investir na consolidação da democratização do subcontinente.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas comemoram, neste 15 de setembro, o Dia Internacional da Democracia.

Em mensagem sobre a data, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que a história da democracia continua sendo escrita por pessoas que almejam a dignididade e os direitos humanos, o fim da corrupção e um futuro de empregos, justiça e a partilha justa do poder político.

Lições do Passado

Neste ano, o tema do Dia é a educação para a democracia. Nesta entrevista à Rádio ONU, o diretor para América Latina e Caribe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, afirmou que as novas gerações que já nasceram na liberdade, precisam conhecer as lições de um passado ditatorial.

Heraldo Muñoz, que lutou contra a ditadura de Augusto Pinochet no Chile, contou que a democracia tem que ser consolidada todos os dias na América Latina.

“Nós temos gerações que não experimentaram a repressão, a cadeia o exílio, e que nasceram e convivem com imprensa livre, com sindicatos que protestam, com pessoas que saem às ruas. A educação ajuda a fazer com que esta realidade seja uma herança comum entre os países e transmitida de geração em geração.”

Para Heraldo Muñoz, as duas últimas décadas de democratização na América Latina reúnem sucessos e desafios.

Já o Secretário-Geral Ban Ki-moon encerrou a mensagem afirmando que é preciso levar democracia e educação para todos incluindo as sociedades em transição ao redor do mundo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud