Pequenos produtores pecuários podem apoiar diminuição da pobreza, diz ONU

10 setembro 2012

FAO indica que na África Subsaariana, cerca de 85% dos pastores de gado vivem na pobreza extrema; nova publicação indica que crescimento económico, embora necessário, não é suficiente para aliviar a pobreza.

Camilo Malheiros Freire, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Uma nova publicação da ONU defende que a pecuária pode ser uma ferramenta importante para diminuir a pobreza em todo o mundo. Estima-se que, na África Subsaariana, 85% dos pastores de gado vivam na pobreza extrema.

O documento, publicado em Roma pela Organização da ONU para a Agricultura e Alimentação, FAO, aponta que cerca de 750 milhões de pessoas podem ser beneficiadas por políticas pecuárias bem formuladas no mundo.

Crescimento

O livro, intitulado “Desenvolvendo da Pecuária Para a Redução da Pobreza”, em tradução livre, tenta de mostrar como investimento no setor pode dar sustento às famílias pobres e, ao mesmo tempo, estimular o crescimento económico da região.

Segundo a publicação, os governos em geral não têm notado que “o crescimento económico, embora necessário, não é suficiente para aliviar a pobreza.”

Particularidades

A recomendação é que governos e doadores saibam diferenciar políticas que promovam o crescimento que devem ajudar no sustento das famílias mais pobres.

Os autores ressaltam, no entanto, que é crucial analisar a situação específica de cada país, com atenção nas particularidades de cada região que devem ditar as suas próprias políticas e legislações.

*Apresentação: Eleutério Guevane

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud