RD Congo: Ban pede ação de países dos Grandes Lagos para o fim do conflito

7 setembro 2012

Secretário-Geral envia mensagem a líderes da região africana dos Grandes Lagos reunidos em Campala; reafirmada condenação à violência contra civis e às violações dos direitos humanos.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral das Nações Unidas pediu um esforço concertado por parte dos líderes dos países dos Grandes Lagos, com vista a uma solução da situação na República Democrática do Congo, RD Congo.

O apelo vem contido numa mensagem enviada à mini-cimeira de chefes de Estado da região que decorreu, esta sexta-feira, na capital ugandesa, Kampala.

Situação Frágil

Para Ban, embora tenha havido uma pausa nas atividades militares do grupo  M23, na província congolesa do Kivu Norte, a situação continua bastante frágil.

Uma  exortação foi lançada com vista à cessação imediata de todas as atividades de desestabilização levadas a cabo pelo  grupo de dissidentes do exército, que opera desde Abril.

Violência

O Secretário-Geral reafirmou a sua condenação e pediu investigações à violência contra civis e as graves violações dos direitos humanos cometidas tanto pelo M23 como por outros grupos armados.

Segundo acrescentou, são profundamente preocupantes os relatos contínuos relatos de apoio externo para o M23, para o qual pediu que cessem sem demora.

Reunião

Ban Ki-moon anunciou a realização, a 27 de Setembro, de um encontro de alto nível sobre a situação no leste da RD Congo, à margem da Assembleia Geral da ONU.

O encontro deve servir de plataforma para o diálogo, com vista a reforçar os esforços regionais em prol de uma solução pacífica para a crise, refere a mensagem.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud