Acnur dobra valor do apelo humanitário para socorrer sírios
BR

7 setembro 2012

Parte da agência subiu para US$ 41,7 milhões para resposta em países vizinhos que estão recebendo os refugiados da violência; até esta sexta-feira, mais de 246 mil pessoas já haviam atravessado as fronteiras para Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou ter aumentado em mais de 100% sua participação no apelo humanitário para a Síria.

A agência passou a contribuir com o equivalente a mais de R$ 82 milhões para socorrer os sírios que estão fugindo para os países vizinhos por causa da violência política no país.

Escolas

Até esta sexta-feira, o Acnur contabilizou mais de 246 mil pessoas atravessando as fronteiras. Uma das maiores preocupações é com a volta às aulas, neste 16 de setembro. De acordo com o Ministério da Educação da Síria, cerca de 10% das escolas do país foram danificadas pelo conflito armado entre tropas do governo e opositores do presidente Bashar al-Assad.

Grande parte dos sírios que tentam escapar dos combates está chegando ao vilarejo do Vale do Bekka, no Líbano. O comerciante Armando Abdouni contou à Rádio ONU, do Vale do Bekaa, que a população está preocupada com a chegada em massa dos sírios, e que muitos estão dormindo ao relento.

Assaltos

“Daqui para frente vai começar o inverno e (a situação) vai ficar mais crítica ainda. Tem muita gente (nas ruas). Está superlotado. Eles precisam mais de abrigos, de casa, de roupa. Mais daqui a pouco começa o frio e já começa a faltar comida, começa a faltar diesel para aquecer. Está começando a ficar ruim. Tem gente passando necessidade e começa a ter assaltos. A gente começa a sentir isso. Porque aqui é bem sossegado, mas já tem alguns casos de insegurança.”

O Acnur informou que vai abrir um novo centro de cadastramento para refugiados no sul do Líbano para responder à demanda na área. No momento, o país tem 65 mil sírios registrados com a agência.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud