Integração de registo de nascimentos reúne governantes africanos

6 setembro 2012

Ministros de 46 países africanos abordam ligação com serviços de saúde e a criação de parcerias; Unicef preocupada com a questão da herança das crianças por morte dos seus pais.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O reforço do registo civil e dos sistemas de estatística reúne ministros de 46 países africanos na cidade sul-africana de Durban. Os debates devem abordar a sua integração nos serviços de saúde e a criação de parcerias.

O diretor adjunto regional do Fundo da ONU para a Infância, Unicef,  para a África Oriental e Austral, Elke Wisch, refere que o registo de nascimentos é essencial para o acesso das crianças à educação e aos cuidados de saúde.

Herança

Uma outra questão considerada crucial é a da herança das crianças por morte dos seus pais, pelo fato destas  “não terem estatuto legal  sem a certidão de nascimento.”

A conferência ministerial, a terminar esta sexta-feira, é organizada pela Comissão da União Africana, o Banco Africano de Desenvolvimento, a Comissão Económica da ONU para África e outras agências da organização.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud