Proteção de centrais nucleares durante desastres naturais deve ser prioridade
BR

6 setembro 2012

Afirmação é da Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, que debate com especialistas planos de segurança; preocupação maior é com riscos de terremotos e tsunamis.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 A Agência Internacional de Energia Atômica, Aiea, está discutindo com especialistas como proteger centrais nucleares de desastres naturais.

Em reunião que vai até esta sexta-feira, na sede da agência, em Viena, representantes de 37 países debatem a segurança de plantas nucleares no caso de terremotos e tsunamis.

Japão

Para a Aiea, proteger as centrais nessas situações continua uma prioridade da indústria nuclear, mais de um ano após o acidente em Fukushima Daiichi.

A agência da ONU destaca a importância de discutir as lições aprendidas após o tsunami no Japão e identificar que ações podem ser tomadas em casos futuros.

O desafio, segundo a Aiea, é discutir em detalhes as implicações para a segurança nuclear em cados de desastres naturais extremos.

Os especialistas também abordam o Plano de Ação sobre Segurança Nuclear, criado pela agência no ano passado. O conjunto de 12 ações busca melhorar a segurança no setor.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud