Guterres pede esforço internacional partilhado para apoiar deslocados sírios

31 agosto 2012

Alto comissário para refugiados revela que apelo para o país foi respondido  a menos de metade tanto dentro da Síria, como nos países vizinhos; ONU indica que 229 mil pessoas atravessaram as fronteiras em busca de abrigo.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O  alto comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, renovou o apelo com vista a um esforço partilhado pela comunidade internacional para apoiar os deslocados sírios.

O representante falava à Rádio ONU, nesta quinta-feira, após uma reunião extraordinária no Conselho de Segurança, em Nova Iorque, que abordou a situação dos deslocados para os países vizinhos devido ao conflito sírio.

Economias

“Nós necessitamos de mais fundos. Infelizmente, os apelos das Nações Unidas estão respondidos a menos de 50%  quer dentro da Síria, quer nos países vizinhos. É preciso também mais solidariedade internacional com o Iraque, a Turquia, a Jordânia e o Líbano que têm circunstâncias muito difíceis, com um enorme nas economias, nas sociedades, na própria segurança desses países. Mas eles têm mantido as fronteiras abertas, têm recebido toda a gente, têm dado a todos proteção e assistência. É preciso que este esforço seja partilhado pela comunidade internacional.”

Combates entre tropas do governo e opositores do presidente sírio, Bashar al-Assad, já provocaram mais de 17 mil mortos no país árabe.

António Guterres frisou que a violência na Síria não será resolvida pela ajuda humanitária, mas por decisões políticas.

“E ao mesmo tempo há que reconhecer, com humildade, que nós, humanitários, não resolvemos o problema. Nós mitigamos o problema.

O problema só tem uma solução que é política. E esta solução só o Conselho de Segurança pode criar as condições para que ela se concretize.”

De acordo com a ONU,  229 mil pessoas já atravessaram as fronteiras em busca de abrigo.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud