Unicef: Síria pode ser uma das maiores emergências em décadas
BR

31 agosto 2012

Mais da metade dos 1,3 milhão de deslocados pela violência são crianças; volta às aulas deve ser cancelada por causa da situação de caos; quase 230 mil pessoas já fugiram para os países vizinhos. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, expressou “profunda preocupação” com a crise na Síria e nos países vizinhos.

A declaração foi dada a jornalistas, nesta sexta-feira, na sede da ONU em Genebra, pelo porta-voz do Unicef, Patrick McCormick.

Fora da Escola

Segundo o porta-voz, a situação na Síria pode ser uma das maiores emergências humanitárias das últimas décadas. McCormick citou ainda a situação com as crianças sírias que estão fora da escola porque os prédios estão sendo ocupados por refugiados da violência.

O próximo semestre se inicia daqui a algumas semanas.

De acordo com o Unicef, mais da metade dos 1,3 milhão de deslocados internos na Síria são crianças. Ao todo, quase 230 mil sírios já fugiram para os países vizinhos: Iraque, Jordânia, Líbia e Turquia.

Desde o início dos combates, pelo menos 17 mil pessoas já morreram entre os confrontos com as tropas do governo e os opositores do presidente Bashar al-Assad.  Nesta quinta-feira, o governo da França informou que o número de mortos pode ser já de 25 mil.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud