Crianças são “rosto da crise alimentar e nutricional” do Sahel, diz ONU

30 agosto 2012

No Mali, subsecretária-geral da ONU para os Assuntos Humanitários mantém contato com menores tratados da malnutrição; cerca de 150 mil crianças receberam tratamento em todo o país.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As crianças são o rosto da crise alimentar e nutricional tanto no Mali como na região africana do Sahel, disse a subsecretária-geral da ONU para os Assuntos Humanitários, Valerie Amos.

A declaração foi feita na capital maliana, Bamako, após uma visita que efetuada ao centro nutricional Gabriel Touré. Desde o início deste ano, o estabelecimento tratou mais de 1 mil crianças com malnutrição.

Recursos 

Para a representante, a vida dos menores do Sahel  é marcada por uma crise nutricional para a qual se dispõe de “conhecimento e de capacidade para tratamento mas é confrontada pela falta de recursos para responder às necessidades.”

Em todos os centros nutricionais do país, cerca de 150 mil crianças receberam tratamento contra a desnutrição aguda.

As Nações Unidas lançaram um apelo de US$ 213 milhões para operações de auxílio humanitário no Mali, mas receberam 46% do montante para as cobrir as necessidades.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud