Unctad quer registo de negócios mais flexível na Tanzânia

29 agosto 2012

Agência defende que cerca de 18 documentos são necessários para registar um negócio no país, ao contrário dos quatro exigidos no vizinho Ruanda.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, anunciou que está a apoiar um programa para permitir reduzir a burocracia e e introduzir sistemas digitais para legalizar negócios na Tanzânia.

Uma equipa de especialistas da agência deve analisar o processo e recomendar às autoridades sobre a simplificação dos procedimentos para facilitar ou encurtar o registo de novas iniciativas.

Ruanda

Cerca de 18 documentos são necessários para registar um negócio na Tanzânia, ao contrário dos quatro exigidos pelos vizinhos ruandeses que tiveram a parceria com o Unctad.

Os investidores no Ruanda podem registar negócios num dia em duas etapas, ao contrário dos 14 dias e 12 etapas atualmente necessários na Tanzânia.

Após a simplificação de procedimentos pelos especialistas, devem seguir-se atividades de promoção de um portal, a nível interno e internacional, com vista à divulgação da ferramenta aos investidores e gestores de negócios.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud