ONU substitui missão de supervisão por escritório de contacto na Síria

ONU substitui missão de supervisão por escritório de contacto na Síria

Decisão segue-se a consultas do Conselho de Segurança, que determinam o fim do mandato da Unsmis, neste domingo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas vão substituir a atual presença na Síria por um escritório de contacto, informou o subsecretário-geral de Operações de Paz.

De acordo com  Edmond Mulet, a medida anunciada no final desta quinta-feira, após consultas do Conselho de Segurança, visa apoiar esforços de busca de uma solução política para o conflito e o respeito aos direitos humanos.

Cessação

A decisão marca o fim da Missão da ONU de Supervisão na Síria, Unsmis, criada em Abril para um mandato de três meses. No final de Julho, o período foi prorrogado por mais 30 dias, após a aprovação pelo órgão da resolução 2059.

De acordo com Mulet, o mandato da missão termina neste domingo, tendo acrescentado que decorrem esforços com vista a preparar terreno para estabelecer o novo escritório em Damasco.

Violência

Fontes não-governamentais estimam que a violência no país tenha feito cerca de 17 mil mortos, a maioria civis, desde o início de protestos contra o presidente Bashar al-Assad,  em Março do ano passado.

Durante as últimas duas semanas, relatos apontam para uma escalada da violência em várias cidades e vilas, bem como em Damasco e Alepo, as duas maiores cidades do país.

Armas Pesadas

A resolução aprovada Julho, previa que renovações posteriores ocorressem se fosse “confirmada a cessação do uso de armas pesadas e uma redução da violência pelas partes em conflito para que a missão cumprisse o seu mandato.”

Após o anúncio, o embaixador da França junto da ONU, Gerard Araud,  que  este mês assume a presidência rotativa do Conselho, disse haver “um sentimento generalizado de que tais condições não foram cumpridas”.

Para o diplomata, também houve um consenso sobre a necessidade de manter uma presença das Nações Unidas em Damasco.