Violência na Síria já forçou mais de 1 milhão de pessoas a deixar suas casas
BR

16 agosto 2012

Chefe de Assistência Humanitária da ONU fez a declaração ao encerrar visita ao país; segundo Valerie Amos mais 2,5 milhões precisam de ajuda. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os combates entre tropas do governo e opositores na Síria já levaram mais de 1 milhão de pessoas a fugir de suas casas. A afirmação é da subsecretária-geral de Assistência Humanitária, Valerie Amos.

Ela encerrou, nesta quinta-feira, uma visita de dois dias ao país. Amos afirmou que cerca de 2,5 milhões de pessoas estão precisando de ajuda.

Escolas e Prédios Públicos

Esta foi a segunda viagem ao país árabe desde março para Valerie Amos. De acordo com ela, todas as partes têm que fazer mais para proteger os civis. Amos afirmou que a violência piorou nos últimos cinco meses.

A subsecretária-geral contou que visitou desalojados em Damasco, e que as famílias com quem conversou não sabiam quando iriam poder voltar à casa.

Amos disse que essas pessoas passaram por experiências traumáticas e agora estão vivendo em escolas ou outros prédios públicos.

Manifestações

A chefe do Escritório de Assistência Humanitária da ONU, Ocha, afirmou que está preocupada com a volta às aulas em setembro, uma vez que muitas escolas estão servindo de abrigo para os que fogem da violência.

Segundo fontes não-governamentais, pelo menos 17 mil pessoas já morreram na Síria desde o início das manifestações contra o presidente Bashar al-Assad em março de 2011.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud