Mais sírios estão fugindo para países vizinhos por causa da violência
BR

10 agosto 2012

Líbano, Turquia, Jordânia e Iraque registram aumento de chegadas durante esta semana; conflito na Síria intensificou-se com os ataques aéreos a Alepo, a cidade mais populosa do país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os países vizinhos da Síria registraram, nesta semana, um aumento na chegada de refugiados sírios a seus territórios. A informação é do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur.

Os dados são parte do cadastro dos Escritórios do Acnur nestes países. Desde a quinta-feira, mais de 146 mil pessoas estão no processo de serem registradas ou terem se cadastrado com a agência da ONU.

Ofensiva

Na Turquia, por exemplo, a população refugiada já passa de 50 mil com mais de 6 mil chegadas por dia. Muitos são de Alepo, a cidade mais populosa da Síria, que está sendo bombardeada pelo governo numa ofensiva a opositores do presidente Bashar al-Assad, que combatem por terra.

Os sírios estão fugindo ainda para outros países do Oriente Médio.

A encarregada-sênior do Acnur, no Egito, falou à Rádio ONU, do Cairo, sobre as chegadas ao país, onde os sírios recebem acesso à assistência básica.

Assistência Internacional

“Com este aumento, e dado que o Egito está se recuperando de uma mudança no cenário político, não tenho certeza, até quando eles serão capazes de assumir mais sírios. No Cairo e Alexandria, o Acnur está registrando os refugiados uma vez por mês, mandamos uma equipe a Alexandria para registrar o número de pessoas que estão pedindo a assistência internacional.”

Os países com o maior número de refugiados sírios são Turquia, Jordânia e Líbano além do Iraque. Na Turquia, por exemplo, eles estão abrigados em nove acampamentos, mais de 7 em cada 10 sírios ali são mulheres e crianças.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud