Enaltecido legado do falecido presidente ganês no desenvolvimento agrícola

1 agosto 2012

John Atta Mills, de 68 anos, vai a enterrar a 10 de Agosto; agência destaca papel do líder ganês para uma mudança a impulsionada por África.

[caption id="attachment_220692" align="alignleft" width="350" caption="John Atta Mills"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações Unidas para o Desenvolvimento da Agricultura, Fida, enalteceu o legado do presidente ganês, John Atta Mills. A agência refere que o líder, de 68 anos, “deu provas de como África pode alcançar a mudança impulsionada pelo próprio continente.”

De acordo com as autoridades do Gana , John Atta Mills vai a enterrar a 10 de Agosto. A morte súbida, por doença, ocorreu  a 24 de Julho.

Liderança

Em nota, o presidente do Fida, Kanayo Nwanze, refere que a liderança de Atta Mills, aliada à sua visão para o crescimento e desenvolvimento económico do Gana foram motivos de orgulho para a agência.

O Gana alcançou o estatuto de economia de renda média em 2011, após três décadas de crescimento económico robusto.

Estabilidade

O Fida refere que o país foi caracterizado pela promoção da estabilidade política e um clima de investimento favorável. O resultado, segundo a agência, é o aumento do investimento estrangeiro direto.

A parceria entre o Fida e o Gana envolve a aceleração da modernização agrícola, a gestão sustentável dos recursos naturais e da competitividade do setor privado na agricultura.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud