Missão da ONU na Síria opera com 50% da capacidade
BR

25 julho 2012

Segundo subsecretário para Operações de Paz, situação em algumas áreas do país é extremamente delicada; observadores militares voltaram à casa após encerramento da primeira fase.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Metade dos militares da Missão de Supervisão da ONU na Síria, Unsmis, foi enviada de volta a seus países. A missão está operando com capacidade reduzida nas províncias e as equipes no local “tentam fazer o que podem.”

A afirmação é do subsecretário-geral para Operações de Paz da ONU, Hervé Ladsous.

População

Falando em Damasco, capital síria, Ladsous destacou “ser preciso levar em conta a questão da segurança, que em muitas áreas, é extremamente delicada.”

Recentemente, o Conselho de Segurança renovou o mandato da Unsmis por mais um mês. O chefe de Operações de Paz da ONU lembrou que restam 27 dias, por isso, “toda oportunidade será aproveitada para aliviar o sofrimento da população.”

Esperança

Já o novo comandante da Missão de Supervisão na Síria, Babacar Gaye, disse também em Damasco que “os diplomatas precisam ser otimistas.”

Para o general, “é preciso ter esperança” de que haverá um fim no ciclo da violência e o início de um diálogo político no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud