Missão das Nações Unidas repudia onda de ataques no Iraque
BR

23 julho 2012

Mais de 100 pessoas morreram após explosões de bombas e tiroteiros em 13 cidades; representante das Nações Unidas no país pede que criminosos sejam levados à justiça.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão de Assistência da ONU para o Iraque, Unami, condenou fortemente a onda de ataques, iniciada no domingo, que deixou dezenas de mortos e feridos.

O representante do Secretário-Geral para o país no Oriente Médio, Gyorgy Busztin, classificou os ataques como “hediondos” e condenou o que chamou de “violência sem sentido e derramamento de sangue.”

Alvos

De acordo com relatos da mídia, explosões coordenadas de bombas e tiroteios em 13 cidades, incluindo a capital, Bagdá, deixaram mais de 100 pessoas mortas. Outras mais de 200 ficaram feridas. Os atentados teriam como alvo forças de segurança e oficiais do governo.

Segundo Busztin, “a escala e a brutalidade dos ataques são apavorantes, especialmente agora, quando o Iraque celebra o mês sagrado do Ramadã.”

O representante da ONU no país pediu que os “criminosos responsáveis sejam levados à justiça.” Ele enviou ainda condolências às famílias das vítimas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud