ONU renova, por mais 30 dias, mandato de missão de observadores à Síria BR

ONU renova, por mais 30 dias, mandato de missão de observadores à Síria

Tarefa dos militares é monitorar o fim da violência e a implementação do plano de paz internacional para acabar com a crise.

[caption id="attachment_214280" align="alignleft" width="350" caption="Conselho de Segurança "]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas renovou, por mais 30 dias, o mandato da Missão de Supervisão à Síria, Unsmis.

Os militares estão no país árabe para acompanhar a implementação do Plano de Paz de Seis Pontos, proposto pelo enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria país, Kofi Annan.

Patrulhas

A decisão do Conselho levou em consideração as recomendações do Secretário-Geral, Ban Ki-moon, de reconfigurar a Unsmis. Um outro ponto analisado foi o aumento da insegurança na Síria.

A Missão foi formada em abril para um mandato inicial de três meses, e que expirou neste 20 de julho.

Com o aumento da violência, a ONU decidiu suspender as patrulhas regulares que os boinas-azuis faziam em várias áreas.

Segundo organizações não-governamentais os combates na Síria entre tropas do governo e opositores do presidente Bashar al-Assad podem ter matado de 13 a 15 mil pessoas desde março do ano passado.

O agravamento da violência levou cerca de 1 milhão de sírios a fugir de suas casas, desde a última semana.