Sudão do Sul recebeu US$ 108 milhões dos EUA para assistência alimentar

19 julho 2012

PMA realça papel norte-americano em operações humanitárias; agência destaca contributo de US$ 864,5 milhões feito pelo país para apoiar programas internacionais.

[caption id="attachment_214015" align="alignleft" width="350" caption="Crianças vítimas da seca"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa Mundial da Alimentação, PMA, enalteceu a contribuição norte-americana para apoiar programas humanitários internacionais com um valor de US$ 864,5 milhões.

De acordo com a agência US$ 108 milhões foram canalizados para assistência alimentar ao Sudão do Sul até ao próximo ano.

Projetos Agrícolas

Além do apoio alimentar, o montante deve apoiar projetos agrícolas e de infraestrutura e o estabelecimento da segurança alimentar, a longo prazo, na mais nova nação do continente.

Na região africana do Sahel, US$ 180 milhões foram concedidos em alimentos e em bens de assistência imediata e a longo prazo para as vítimas da crise alimentar. A situação deve-se à combinação da seca, conflitos e aumento de preços alimentares.

De acordo com o PMA, os EUA contribuíram com um total de US$ 13,5 milhões para apoiar as operações da agência na Síria e nos países vizinhos.

Washington também é tido como o maior doador das operações da agência no Iémen, onde mais de 5 milhões de pessoas dependem da assistência alimentar.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud