Unesco pede investigação de assassinato de jornalista em Goiânia
BR

19 julho 2012

Valério Luiz de Oliveira foi morto no começo do mês; apresentador de programa esportivo em uma rádio fazia críticas ao time de futebol local.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, condenou o assassinato do jornalista brasileiro Valério Luiz de Oliveira.

Em nota, Irina Bokova pede investigação do caso e afirma ser “essencial que as autoridades lancem luz sobre o homicídio e garantam o direito humano básico à liberdade de expressão.”

Futebol

O radialista Valério Luiz de Oliveira trabalhava na Rádio Jornal, na cidade de Goiânia, capital de Goiás. Segundo agências de notícias, ele era conhecido por fazer críticas a um time de futebol local.

Ao sair da emissora, no começo deste mês, Oliveira levou sete tiros, que teriam sido disparados por um homem que fugiu em uma moto. O jornalista tinha 49 anos, era casado e tinha filhos. A polícia investiga o caso.

Segundo a Unesco, com o assassinato do radialista, sobe para 10 o total de jornalistas mortos no Brasil desde 2009. A agência tem uma página especial na internet dedicada aos profissionais de mídia que são assassinados.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud