África arrecada US$ 520 mil milhões com recursos internos em 2011

16 julho 2012

Valor é tido como  recorde dos últimos 10 anos; relatório do ECA refere que no mesmo período, remessas aumentaram o triplo para  US$ 41,6 mil milhões.

[caption id="attachment_213271" align="alignleft" width="350" caption="Efetividade do Desenvolvimento"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Os governos africanos arrecadaram US$ 520 mil milhões, em 2011, a partir de  recursos mobilizados internamente. De acordo com a Comissão Económica da ONU para África, ECA, o valor atingiu o recorde dos últimos 10 anos.

A revelação faz parte do “Relatório sobre a Revisão Mútua da Efetividade do Desenvolvimento”, apresentado na capital etíope, Addis Abeba, na Cimeira de chefes de Estado que termina esta segunda-feira.

Remessas

O estudo indica que, em mais de uma década, as remessas aumentaram o triplo para  US$ 41,6 mil milhões em 2011.

O ano passado marcou também a subida da ajuda ao desenvolvimento para cerca de US $ 50 mil milhões, e prevê-se que durante os próximos quatro anos possa aumentar para US$ 81 mil milhões.

Compromissos

Entretanto, a condição para que tal ocorra é o cumprimento na totalidade dos compromissos feitos na Cimeira do G8 na cidade escocesa de Gleanegles em 2005, indicam as projeções.

O documento refere ainda que África também tem sofrido “grandes saídas ilícitas de montantes”, e estima-se que na última década tenha atingido uma média de US$ 50 mil milhões anuais.

Recursos Internos

Além da continuidade de mobilização de recursos internos, a recomendação é que os países africanos mantenham a dinâmica das reformas políticas e económicas além de aprofundarem o processo de integração regional.

Os parceiros de desenvolvimento são convidados a aprofundar a cooperação em áreas-chave da governação económica, a dimiírem as pressões protecionistas e a definir prazos claros para cumprir promessas de apoio ao desenvolvimento.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud