Acnur volta a pedir aos países que não repatriem haitianos, sem proteção
BR

13 julho 2012

Agência da ONU também alertou sobre número de acidentes marítimos no Caribe entre pessoas que tentam escapar de condições difíceis no Haiti.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, informou que está preocupado com a perda de vidas em alto mar entre pessoas que estão tentando fugir do Haiti.

Em nota, a agência da ONU citou um incidente, no último dia 10, quando uma mulher se afogou após um barco com 100 migrantes haitianos ter encalhado perto das Bahamas.

Flórida

Segundo o Acnur, os migrantes estão deixando o Haiti por causa das difíceis condições de vida no país.

No mês passado, mais de uma dezena de haitianos morreram em águas americanas e bahamenses, enquanto tentavam entrar na Flórida.

Por esta razão, o Acnur pediu a países que abrigam haitianos que não façam repatriamentos sem garantir a segurança da operação.

O Acnur e o Escritório de Direitos Humanos das Nações Unidas fizeram um apelo conjunto para evitar repatriações. O pedido foi feito devido às precárias condições humanitárias surgidas após o terremoto de 2010 no Haiti.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud