ONU vai restruturar presença de observadores na Síria

5 julho 2012

Chefe da Missão de Supervisão fala de reforço da presença de observadores em vários locais; atividades de monitorização foram suspensas devido à escalada de violência em Junho.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O chefe da Missão de Supervisão da ONU na Síria, Robert Mood, disse que a presença de monitores internacionais será reestruturada para permitir um melhor cumprimento do seu mandato operacional no país.

Falando à imprensa, esta quinta-feira, em Damasco, Robert Mood disse a presença de observadores será reforçada em vários locais, para que haja maior flexibilidade e seja permitido o diálogo político e a estabilidade.

Violência

Em Junho, as atividades de monitorização dos observadores foram suspensas devido à escalada da violência. 

A ONU estima que mais de 10 mil pessoas, a maioria civis, foram mortas e dezenas de milhares de sírios foram deslocados como resultado dos protestos antigovernamentais iniciados em Março do ano passado.

Pessoal

Mood acrescentou que a consolidação não deve afetar o atual da missão ou o número do seu pessoal. O  Conselho de Segurança deve reunir antes do fim do mandato, que expira a 20 de Julho, para decidir o seu futuro.

Para o chefe da Unmis,  independentemente da decisão do órgão, a responsabilidade contínua da comunidade internacional para o povo sírio é moral e política.

Monitores

A Unmis refere que será consolidada a presença dos monitores nos oito locais atuais além de expandir de diferentes locais do país. Monitores e bens serão transferidos das cidades de Hama, Idleb e Tartus para aumentar a presença da Missão em outros pontos.

Em Abril, o Conselho de Segurança aprovou o envio de uma força de 300 observadores militares não-armados para monitorar a cessação da violência na Síria.

A Unmis tem o mandato de acompanhar e apoiar a implementação integral do plano de paz de seis pontos proposto pelo enviado da ONU e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud